Resenha de "O Voo da Libélula" (Michel Bussi)

Título: O Voo da Libélula
Autor: Michel Bussi
Editora: Arqueiro (Cedido em Parceria)
Skoob: Adicionar

Sinopse: O Voo da Libélula - Agraciado com 4 prêmios na França, entre os quais o Prix Maison de la Presse e o Prix du Roman Populaire, O voo da libélula teve seus direitos vendidos para 25 países e ganhará uma adaptação cinematográfica.Na noite de 23 de dezembro de 1980, um avião cai na fronteira entre a França e a Suíça, deixando apenas uma sobrevivente: uma bebê de 3 meses. Porém, havia duas meninas no voo, e cria-se o embate entre duas famílias, uma rica e uma pobre, pelo reconhecimento da paternidade.
Numa época em que não existiam exames de DNA, o julgamento estende-se por muito tempo, mobilizando todo o país. Seria a menina Lyse-Rose ou Émilie? Mesmo após o veredicto do tribunal, ainda pairam muitas dúvidas sobre o caso, e uma das famílias resolve contratar Crédule Grand-Duc, um detetive particular, para descobrir a verdade.
Dezoito anos depois, destroçado pelo fracasso e no limite entre a loucura e a lucidez, Grand-Duc envia o diário das investigações para a sobrevivente Lylie e decide tirar a própria vida. No momento em que vai puxar o gatilho, o detetive descobre um segredo que muda tudo. Porém, antes que possa revelar a solução do caso, ele é assassinado.
Após ler o diário, Lylie fica transtornada e desaparece, deixando o caderno com seu irmão, que precisará usar toda a sua inteligência para resolver um mistério cheio de camadas e reviravoltas.
Em O voo da libélula, o leitor é guiado pela escrita do detetive enquanto acompanha a angustiada busca de uma garota por sua identidade.


Eu confesso que quando solicitei esse livro foi às cegas. Gostei do título, entendi parte da sinopse, e acabei pedindo. O que não parei para pensar, foi que ele poderia ser um pouco - ou bem - diferente do que imaginava que fosse. E a fanática por drama aqui achou que iria se emocionar, quando na verdade entrou numa busca frenética para tentar descobrir quem era a menina que sobreviveu a queda do avião, e como diabos aquilo acabou acontecendo de fato. 

O início da história vai narrar os momentos finais dessa queda do avião, onde uma garotinha acaba sobrevivendo por ter sido ejetada antes que o avião explodisse. E desse início alucinante a história pula para dezoito anos depois, na visão de Crédulo Grand-Duc, o detetive contratado por uma família do avião para tentar descobrir se a menina sobrevivente era de fato Emilie ou Lyse Rose, a neta que também estava na mesma viagem e que tinha a mesma idade da sobrevivente. 

E de Crédule vamos para várias outras visões. O do irmão de Emilie, que para mim é o protagonista; o da irmã de Lyse Rose, das avós da garota, da própria menina, e outros personagens que são secundários, mas que tem uma importância grande para o desenvolvimento do mistério. 

Sim, o livro tem uma pegada investigativa policial, visto que a maioria dele vem do diário que Crédule fez a sua vida inteira sobre o caso da sobrevivente do voo. Então é uma visão mais pragmática, com alguns pontos subjetivos por conta do envolvimento do detetive com partes de ambas as famílias. 

Para você que está sem entender muito, o negócio é o seguinte: Uma época onde não existia exames de DNA, uma única garotinha de meses escapa da morte na explosão de uma acidente de avião Só que duas meninas poderiam ser essa bebê. Ambas famílias entram com um pedido da guarda, e a justiça é obrigada a escolher uma delas, com base em tudo de informação que eles tem acerca do acidente e da sobrevivente. Uma das famílias ganha a causa, e leva a menina para se tornar Emilie. Só que a outra família não se conforma, e coloca o tal detetive para investigar por anos, só que sem muito sucesso. O jogo muda na mesma época em que a menina faz dezoito anos, e um novo dado - o qual não sabemos qual é até perto do fim - é revelado ao investigador no momento em que ele decide se matar. E antes que possa fazer alguma coisa, alguém o mata. 

Ok, eu poderia passar o dia aqui falando sobre várias coisas do enredo desse livro. É denso, com núcleos completos dentro das famílias, e fora delas. São muitos personagens, e todos eles parecem ter um dedo dentro dessa bagunçada história. 

Você acaba tenso pelas descobertas no diário de Crédule, pela situação de do irmão da menina, pela própria menina, pelas avós... É tensão de todos os lados dessa história, e a curiosidade para saber como chegou naquilo vai sendo explicada à medida que o irmão lê o diário e tenta achar pistas sobre para onde a irmã foi depois que o leu, e quem ela é. 

Detalhe importante... o amor que Marc, o irmão, sente por Emilie passa longe de ser fraterno. Por ai você tira um dos vários dramas contidos aqui dentro. E o autor trabalhou com isso numa naturalidade interessante. Não fica aquela tensão de "Os Maias", sabe? Acho que porque o leitor acredita que a tal menina possa não ser a irmã dele, e apenas por uma questão de ética moral. Pessoalmente não dou a mínima para isso. 

Confesso que descobri a situação da menina em partes bem antes de tudo ser revelado. Eu só não entendia o como. Ficava uma ponta solta que nunca se amarrava, e que foi revelada de um jeito que me surpreendeu positivamente. O autor me pegou de jeito. 

Não leio muitos livros investigativos hoje em dia. Quanto adolescente amava, mas perdi o gás neles. Quando leio, prefiro os que são frenéticos, como os de Coben, por exemplo. Não é o caso desse. Não sei se por ser um livro europeu - e eu tenho essa coisa de achar que o ritmo deles é diferente dos americanos - o negócio é bem parado. Quase rastejante. E como boa parte da história é a leitura desse diário, as coisas são reveladas pouco a poupo, numa paciência de Jó. Talvez se eu estivesse com tempo para isso teria curtido um pouco mais o livro. Mas não estou, e velocidade na leitura é muito importante para mim hoje em dia. Portanto fiquei bem impaciente lendo O Voo da Libélula. 

Um livro com uma ideia bacana, com personagens fortes, mas que pecou um pouco no ritmo. Gostei de grande parte do desfecho, mas achei que o autor poderia ter trabalhado mais nos pontos de vista da menina (Emilie/Lyse). Ela era tudo dentro da trama, o que envolvia todos os personagens na rede maluca desse mistério, e a achei omissa demais até para viver. E aquele final pedia um pouco mais de explicação em relação a ela. Poxa, era a Libélula, e ficou meio que no vácuo dos outros personagens. Achei isso meio ruim. 

Mas se você está com um tempo, gosta desse tipo de livro, engata nele! Como sempre digo aqui, o que pode ter sido uma falha para mim, vocês são capazes de ver com outros olhos, e clarear até minha visão sobre o assunto. Conto com vocês então, heim!


[Promoção] Maio Romântico

Oi, gente,
Estamos aqui novamente para trazer muito romantismo para o mês de maio.


Por influência dos católicos, maio se tornou o mês das noivas. A escolha está ligada à festa de consagração de Maria, mãe de Jesus. A comemoração do Dia das Mães, no segundo domingo, também contribuiu para a associação com as noivas, apesar de não haver nada que comprove essa teoria. Maio também é considerado o mês das flores no velho continente e um dos meses mais bonitos do ano por lá.


Então, seja qual for o motivo, nós, do MVE, nos juntamos a nossos blogs amigos e resolvemos trazer essa aura de romantismo através dos seis Kits que serão sorteados entre os nossos leitores.

Leia as regras, participe e espalhe romance por aí!!!

Kit 1



Kit 2



Kit 3



Kit 4



Kit 5



Kit 6



Regras:
  • Ter endereço de entrega no Brasil;
  • Os vencedores terão 48 horas para responder o email com os dados pessoais para entrega dos prêmios;
  • Caso o sorteado não responda no prazo estabelecido outro sorteio será realizado;
  • Os blogs terão até 30 dias para enviar o livro;
  • Nenhum blog será responsável por extravio, roubo ou perda ocasionado pelos Correios ou por reenvio em caso de endereço incorreto;
  • O ganhador será sorteado apenas 1 vez;
  • Os livros chegarão em datas diferentes pois serão enviados cada um por um blog.
  • Em caso de demora na entrega, os livros deverão ser reclamados em até 45 dias após o sorteio.
  • Os sorteados se comprometem a nos avisar quando da chegada dos livros e nos enviar uma foto com os mesmos.
  • Qualquer dúvida, deixe um comentário nesta postagem ou mande um e-mail para minhavelhaestante@gmail.com.

Resenha de "Amor Real" (Sophia G. Paiva)

Título: Amor Real
Autor: Sophia G. Paiva
Editora: Independente
Skoob: Adicionar

Sinopse: Amor Real - Uma vida monótona e um emprego tedioso. Maria Eduarda tem apenas uma certeza, sua vida se resume apenas em trabalhar.Sua vida amorosa era um desastre, tinha perdido as contas de quanto tempo não namorava. Nada de novo acontecia, até que o alerta de seu e-mail apitou a entrada de uma mensagem, o remetente era desconhecido, mas o conteúdo a deixou extremamente curiosa.
O que ela não esperava era ter sua vida completamente virada de cabeça para baixo quando resolveu responder ao tal remetente.
Amor Real levará você em uma viagem somente de ida para o amor, provando que esse sentimento é capaz de transformar até a mais triste das almas.


Você está triste? Feliz? Tá normal!?Ok. Esse livro é indicado para todas as idades e estados emocionais. Não tem como não rir, não se debruçar em soluços incontroláveis vendo as atrapalhadas em que se envolve a personagem principal (e talvez a dona do livro todo). 

A narrativa é simples, em primeira pessoa, escrita por duas autoras (Sophia G Paiva é pseudônimo) de maneira despretensiosa. E o resultado é exatamente o oposto disso. 

Pontos negativos: não chega a ser um ponto, apenas uma observação. Os pontos de vistas alternados não me interessaram tanto quanto o monólogo interessante da protagonista, no restante do livro. Mas acho que isso se deve exatamente por essa questão. Ponto positivo: por positivo, eu quero dizer: super demais! 

Gostei da Duda, gostei da abordagem simples da vida (sim, leitores, podemos ser felizes apenas por termos um teto sobre nossas cabeças, pois a protagonista não tem nem mesmo um chuveiro elétrico) mas gostei ainda mais da falta de subterfúgios extras para dar contorno as mudanças na história. Não se trata de um personagem que evolui, e sim, de uma protagonista que conquista. Com seu jeito abusado e sem papas na língua ela revela a todos (e aos Leitores) exatamente o que se passa na cabeça quando ainda nem sequer, se passou. 

Ela é real, sabe? Do tipo que você esbarra com um carrinho no supermercado (literalmente, quem leu, vai entender como é). E isso nos toma por completo, a volta da inocência (e não daquela ingenuidade forçada que as protagonistas de hoje parecem ter), do personagem real e de uma história real. 

Comecei o livro com a ideia de que o título se referia ao começo de uma paixão virtual que se desdobraria em algo concreto para os personagens. Descobri que, talvez sem querer, quem escreveu esse livro quis dizer que todos podemos ter um "amor real", bastando encontrar no "simples", algo extraordinário.


Caixa de Correio #36


Deixei acumular mais um bocado de coisa, gente!
Vejam o que chegou por aqui esses dias, e comentem se vocês também tem os livros, ou se eles estão na sua lista de desejados.

Resenhas que já saíram no site:

Bruxa da Noite: http://www.irreparavel.com.br/2015/04/resenha-de-bruxa-da-noite-nora-roberts.html

Se Joga! : http://www.irreparavel.com.br/2015/04/resenha-de-se-joga-nancy-levin.html

Supernova: http://www.irreparavel.com.br/2015/04/resenha-de-supernova-o-encantador-de.html

Entre Nós, Pelos olhos de Donovan: http://www.irreparavel.com.br/2015/04/resenha-de-entre-nos-pelos-olhos-de.html






Fique por dentro das redes sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/Irreparavel
Twitter: https://twitter.com/Mundirreparavel
Instagram:http://www.skoob.com.br/usuario/133391
Skoob: http://www.skoob.com.br/usuario/133391
Google +: google.com/+CarolTeles

[Trecho de Terça] Sobre a Escrita


Eu sempre soube que curtia ler relatos biográficos, acho que por ser curiosa.
E quando os relatos biográficos são sobre escritores é que o negócio ganha uma proporção gigantesca para mim. Foi assim lendo a biografia de Tolkien, e também a de Capote.
Quando soube que Sobre a Escrita iria ser publicado no Brasil eu pirei. Tipo, pirei de dançar pela casa. Foi patético!
Não leio relatos biográficos de pessoas vivas, mas como no caso desse livro o King se volta muito mais para o seu lado de escritor do que de vida como um todo, resolvi que esse eu queria e PRECISAVA ler. Então eu ganhei de aniversário, e eis que ele está aqui. E definitivamente esse livro merece um espaço em todas as colunas desse site.
Conheçam um pedaço de Sobre a Escrita.


Acho que só depois dos 40 anos me dei conta de que praticamente todos os escritores de ficção e poesia que já publicaram uma linha que seja foram acusados de desperdiçar o talento que Deus lhes deu. Se você escreve (pinta, dança, esculpe ou canta, imagino eu), alguém vai tentar fazer com que você se sinta mal com isso, pode ter certeza. Não estou me lamentando aqui, apenas tentando mostrar os fatos como os vejo. 

Resenha de "Quase uma Rockstar" (Matthew Quick)

Título: Quase uma Rockstar
Autor: Matthew Quick
Editora: Intrínseca
Skoob: Adicionar

Sinopse: Quase Uma Rockstar - Desde que o namorado da mãe as expulsou de casa, Amber Appleton, a mãe e o cachorro moram em um ônibus escolar. Aos dezessete anos e no segundo ano do ensino médio, Amber se autoproclama princesa da esperança e é dona de um otimismo incansável, mas quando uma tragédia faz seu mundo desabar por completo, ela não consegue mais enxergar a vida com os mesmos olhos. Será que no meio de tanta tristeza e sofrimento Amber vai recuperar a fé na vida? Com personagens cativantes e uma protagonista apaixonante, Matthew Quick constrói de forma encantadora um universo de risadas, lealdade e esperança conquistada a duras penas.

Não sei bem o motivo, mas quando vi a capa de Quase uma Rockstar pela primeira vez imaginei que fosse um livro leve sobre uma adolescente querendo ser uma estrela no ensino médio. Em momento nenhum peguei a sinopse para ler e saber do que se tratava, e não sei se minha reação surpresa foi positiva ou negativa no momento em que descobri do que de fato se tratava esse livro. No fundo acho que deveria ter imaginado justamente uma linha de enredo,  por conhecer o trabalho do autor. 

Logo de cara você entende muito sobre a personalidade de Amber nessa história. Uma garota tão positiva, mas tão positiva em relação a vida, que você sente vontade de bater com a cabeça dela na parede ( o que foi o meu caso) ou sente vergonha de sempre pensar na metade do copo vazio. Sério, ela é tão para cima que chega a ser irritante. 

Está numa situação super ferrada na vida. Mora num ônibus escolar junto com a mãe - outra fodida que acha que todos os problemas financeiros se resolvem com um namorado que tenha dinheiro - e um cachorro muito do fofo. As vezes mal tem o que comer, mas passa os dias entre a escola, onde tem um grupo de amigos pra lá de especial, o coro da igreja, um asilo de velhos e nas visitas a um ex combatente de guerra. Sempre com um sorriso no rosto e nunca revelando para as pessoas que vive em um ônibus e que nem sempre sabe se terá janta naquela noite. É de fato a rainha da esperança. 

A personalidade de Amber, mesmo que positivista, é o melhor da personagem. Ela entra fácil na lista de personagens femininas do ano sendo justamente o contrário do que normalmente me agrada. Gosto de garotas sarcásticas, que chegam a ser cruéis, as vezes. Amber não é assim. JC, como ela, de um jeito camarada, chama Jesus Cristo, coordenada todos os seus passos. Então se você espera uma garota que fale palavrões, deseje sexo como qualquer adolescente normal, e nutra um amor impossível por um idiota qualquer do time de futebol, pode ir dando meia volta. Amber é diferente de tudo o que já vi. E mesmo que eu tenha me irritado com tanta positividade, ela é incrível! 

Até a metade do livro você entende como funciona a rotina dela, como também é apresentado a todas as pessoas que a cercam. Nenhuma delas tão positiva quanto a própria, mas cada uma com seu grau de importância na história, o que você entenderá mais para perto do fim. O fantástico desse livro para mim foi o modo como o autor cruzou as vidas das pessoas de maneira tão doce e esperançosa, até mesmo aqueles que não queriam ter esperança. Como se Amber fosse um fio condutor de dias ensolarados para todos eles, e de repente todos precisassem se unir para devolver o favor para ela. 

Sim, existe um clímax no livro que quebra toda essa positividade da menina. E depois que isso aconteceu, porque de fato já estava me irritando tantos pôneis malditos nessa história, eu me prendi em cada página e só consegui ir dormir depois de ler tudo. Pois é, eu gosto muito do drama, e Matthew Quick soube trabalhar as nuances dele de maneira a bater palmas. 

Eu amei Amber de coração, mas os personagens secundários são a cereja do bolo. Como citei acima, cada um deles tem uma relativa importância para o final dessa história. E quando ele chega, mesmo que tenha me lembrado um pouco filme de sessão da tarde, é de fazer chorar. Emocionante em cada pedacinho comum e pateticamente perfeito. Senti que estava levando um tapa na cara dessas pessoas.

Eu sou uma das criaturas mais negativas que conheço. As vezes transformo até as coisas boas em ruins. Não me pergunte como, mas faço merda desse tipo num piscar de olhos. Sei que isso é reflexo de tudo o que a vida já me deu, mas foi lendo Quase uma rockstar que entendi que me comportar assim prejudica além de mim, todas as pessoas que amo e que estão ao meu redor tentando me fazer levantar. 

É um livro cinco estrelas pelo conjunto da obra. Dou todos os créditos pelo autor me fazer sentir uma pessoa desumana por ser tão negativa. E certamente ele ganha créditos comigo pelo tanto que gostei de Amber, mesmo ela sendo inversamente o que costumo gostar. 

E daí você se pergunta onde entra a rockstar na história. Bom, vocês precisão ler para entender, e ainda assim talvez vocês acabem não entendendo. Porque não está nos acontecimentos previsíveis, e sim no conceito do que é ser uma rockstar. 

Lindo livro. Super recomendado. 

O que tem na cabeceira? #2


Olá, pessoal!
De acordo com meu planejamento para o blog, a partir de abril entra essa nova coluna para contar para vocês como vão minhas leituras de mesa de cabeceira. São os livros que estou enrolando de algum modo, os que estão no processo de leitura. 
Vocês vão perceber que alguns se repetirão, e daí vão entender o motivo disso. 
É mais uma coluna informativa, do que tipo que sei que vocês gostam.



Título: Uma Praça em Antuérpia
Autor: Luize Valente
Editora: Record
Aquisição: Recebido em parceria
Estou na página: 17


Comecei o livro ontem e não tenho muito o que dizer dele. Me parece uma leitura agradável, e as folhas amarelas e de fonte em tamanho decente, me faz pensar que acabarei esse livro muito antes do que imaginei. Por enquanto só conheci o prólogo, e ele promete. 




Título: Jonatha Strange & Mr. Norrell
Autor: Susanna Clarke
Editora: Seguinte
Aquisição: Cedido em Parceria
Estou na página: 52

Como comentei no vídeo de caixa de correio, não achei que esse livro seria tão grande até que ele chegasse aqui em casa. Tem mais de 800 páginas. E se levarmos em conta o tamanho da fonte, ele deve se igualar em tamanho ao meu calhamaço da vez, que é o IT. Contudo já comecei, e acho que lerei em tempo hábil porque a escrita da Susanna é deliciosa, e o texto até agora chamou minha atenção. Uma fantasia bem gostosinha. 



Título: Sobre a escrita
Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Aquisição: Presente de aniversário
Estou na página: 35

Sobre a escrita não é um livro para se ler de uma tacada só. Peguei por um instante no trabalho e devorei poucas páginas, mas tomando o cuidado devido de anotar coisas que acho relevante. Está sendo um estudo sobre a escrita de King, e estou encarando como tal. 


Título: IT
Autor: Stephen King
Editora: Suma de Letras
Aquisição: Compra
Estou na página: 300

Andando a passos de tartaruga, graças a escrita super detalhista do autor. Não acho isso ruim, só trabalhoso. Daí pego apenas quando estou com tempo sobrando, e com paciência para religar fatos e personagens que já foram citados. Vou te contar, ler esse livro é difícil pela quantidade de informação. 



Título: Fugitiva
Autor: Alice Munro
Editora: Biblioteca Azul
Aquisição: Kindle
Estou na página: 30%

Livros de contos e que eu não estou com nenhuma pressa para ler. Lendo no meu tempo, e tomando cuidado para entender a dimensão da natureza humana que a autora insere em cada personagem. Terminei o primeiro conto há pouco tempo, e agora estou no segundo. 







Fique por dentro do que estou lendo através do Twitter (@Mundirreparavel ) e do Instagram (@caroltelesbispo)

[Lançamentos] Arqueiro/ Sextante


Oi, gente!
Vamos dar uma olhada nos lançamentos que a Saraiva trouxe em abri? 


Adicionar legenda

Título: Os Últimos Passos de Jesus
Autor: Bill O'Reilly
Skoob: Adicionar
Comprar: Livraria Saraiva 

Sinopse: "Quase dois mil anos depois de Jesus ter sido brutalmente assassinado pelos soldados romanos, mais de 2,2 bilhões de pessoas ainda tentam seguir os ensinamentos de uma das figuras mais polêmicas e revolucionárias da História e que muitos acreditam ser o messias. Agora Bill O’Reilly e Martin Dugard contam em detalhes os acontecimentos inquietantes que levaram à execução do homem mais influente que já caminhou sobre a Terra. Os últimos passos de Jesus apresenta um homem de grande intelecto em sua luta para aceitar o destino que o aguarda. Abrangendo desde o nascimento dele até o fim de seu ministério, a narrativa se concentra em apresentar os fatos que envolvem sua vida e o contexto histórico da época. Este é o resultado de uma extensa pesquisa que traz informações esclarecedoras sobre a Terra Santa, o texto bíblico e toda a crueldade da ocupação romana – inclusive a crucificação, a punição mais desumana e temida naqueles tempos. Este instigante relato sobre Jesus e seu tempo também apresenta em cores vivas outros personagens históricos importantes, como Júlio César, Cleópatra, César Augusto, Herodes, Pôncio Pilatos e João Batista. A partir de descrições ricas sobre os costumes do Império Romano, a vida dos judeus da época e sua maneira de enxergar o mundo, você vai testemunhar os eventos históricos e políticos que tornaram inevitável a morte de Jesus de Nazaré."



Título: Como chegar ao sim com você mesmo
Autor: William Ury
Skoob: Adicionar
Comprar: Livraria Saraiva
Sinopse: "William Ury, coautor do clássico Como chegar ao sim, já ensinou milhares de indivíduos a se tornarem negociadores mais habilidosos. Ao longo dos anos, ele descobriu que o maior obstáculo a acordos bem-sucedidos e relacionamentos satisfatórios não é a outra parte, por mais difícil que a pessoa possa ser. Na verdade, o principal entrave somos nós mesmos – nossa tendência natural a reagir de uma forma que não atende nossos interesses. Se fizermos um exercício de reflexão e entendermos quais são nossas verdadeiras necessidades e o que de fato vai nos deixar felizes, criaremos as bases para compreender e influenciar os outros. Neste livro, Ury tira proveito de sua experiência pessoal e profissional em mediar conflitos pelo mundo e apresenta um método prático para ajudá-lo a chegar ao sim primeiro com você mesmo, melhorando drasticamente sua capacidade de chegar ao sim com os outros. Ele conta como foi atuar na negociação entre o empresário Abilio Diniz e a holding que controlava o Grupo Pão de Açúcar, influenciar o ex-presidente venezuelano Hugo Chávez na grave crise política com a oposição e negociar um acordo de paz entre líderes guerrilheiros e o governante de um país assolado pela morte de milhares de inocentes. Este livro é um guia essencial para obter a satisfação interior que irá tornar sua vida melhor, seus relacionamentos mais saudáveis, sua família mais feliz, seu trabalho mais produtivo e o mundo um lugar mais pacífico."


Título: O Sangue do Cordeiro
Autor: Sam Cabot
Skoob: Adicionar
Comprar: Livraria Saraiva

Sinopse: "“Este documento, querida amiga, vai abalar a Igreja.” Ao ler essas palavras em uma carta encontrada em um arquivo empoeirado, Thomas Kelly fica cético. O documento citado na correspondência está desaparecido, mas Thomas, padre da ordem dos jesuítas, duvida que exista algo com tal poder – até ser convocado ao Vaticano para iniciar uma busca desesperada por ele. Enquanto isso, diante de um conselho formado por seus superiores, Livia Pietro recebe instruções claras: encontrar um padre jesuíta recém-chegado a Roma e juntar-se a ele na procura da Concordata, um tratado que contém um segredo tão chocante que poderá destruir para sempre todo o povo de Livia. Enquanto pistas cifradas do passado lançam os dois em um universo traiçoeiro repleto de obras de arte, maquinações religiosas e conspirações, eles são caçados por pessoas capazes de tudo para achar o documento primeiro. Thomas e Livia, então, precisam correr para montar o quebra-cabeça capaz de redefinir os rumos da história e evitar o caos e a destruição que a revelação da Concordata poderá causar. Livia, porém, tem um segredo: ela e seu povo são vampiros. Com uma narrativa que remete ao estilo de Dan Brown e ao terror sobrenatural de Anne Rice, O sangue do cordeiro é uma viagem inesquecível a um passado inimaginável."


Título: Atenção Plena
Autor: Mark Williams e Danny Penman
Skoob: Adicionar
Comprar: Livraria Saraiva
Sinopse: "Com 200 mil exemplares vendidos, este livro e o cd de meditações que o acompanha apresentam uma série de práticas simples para expandir sua consciência e quebrar o ciclo de ansiedade, estresse, infelicidade e exaustão. Recomendado pelo Instituto Nacional de Excelência Clínica do Reino Unido, este método ajuda a trazer alegria e tranquilidade para sua vida, permitindo que você enfrente seus desafios com uma coragem renovada. Mais do que uma técnica de meditação, a atenção plena (ou mindfulness) é um estilo de vida que consiste em estar aberto à experiência presente, observando seus pensamentos sem julgamentos, críticas ou elucubrações. Ao tomar consciência daquilo que sente, você se torna capaz de identificar sentimentos nocivos antes que eles ganhem força e desencadeiem um fluxo de emoções negativas – que é o que faz você se sentir estressado, irritado e frustrado. Este livro apresenta um curso de oito semanas com exercícios e meditações diárias que vão ajudá-lo a se libertar das pressões cotidianas, a se tornar mais compassivo consigo mesmo e a lidar com as dificuldades de forma mais tranquila e ponderada. Você descobrirá que a sensação de calma, liberdade e contentamento que tanto procura está sempre à sua disposição – a apenas uma respiração de distância."



Título: Campo dos Milagres
Autor: Hannah Luce
Skoob: Adicionar
Comprar: Livraria Saraiva
Sinopse: "Em 11 de maio de 2012, um pequeno avião com cinco amigos caiu no meio de um milharal no Kansas, deixando apenas uma sobrevivente: Hannah Luce, na época com 22 anos, filha de um renomado evangelista. Hannah sempre seguiu o caminho que a família traçou para ela, se formando em uma universidade cristã e assumindo uma posição de destaque no ministério de seu pai. Mas questionava constantemente suas convicções religiosas. Até que ponto tudo que ela tinha aprendido era verdadeiro? Depois daquele dia fatídico, Hannah se viu física e mentalmente devastada. Por que tinha sido poupada? Como explicar os acontecimentos milagrosos que garantiram sua sobrevivência? Aos poucos, ela conseguiria desenvolver uma nova forma de fé, que iria acrescentar significado à sua vida e ao mesmo tempo honrar a memória de seus melhores amigos. Campo dos milagres é uma história real inspiradora e comovente sobre reinvenção pessoal, família e amizade."


Título: O Milagre
Autor: Nicholas Sparks
Skoob: Adicionar
Comprar: Livraria Saraiva

Sinopse: "Jeremy Marsh é um jornalista cético que dedica a vida a investigar e desmentir fenômenos sobrenaturais. Ele está no auge do sucesso, prestes a ir trabalhar na TV, quando recebe uma carta curiosa. Nela, uma senhora relata a ocorrência de luzes estranhas e fantasmagóricas no cemitério de Boone Creek, uma pequena cidade na Carolina do Norte. Farejando uma boa história, Jeremy sai de Nova York e vai passar uma semana lá. Quando começa suas investigações, ele conhece a obstinada Lexie Darnell. Responsável pela biblioteca local, ela está determinada a proteger as pessoas e a cidade que tanto ama – e nem um pouco disposta a confiar no forasteiro. Depois de sofrer pelo término de dois relacionamentos, ela tem duas certezas: a primeira é de que seu lugar é em Boone Creek, e a segunda é de que não se pode acreditar num homem tão sedutor quanto Jeremy. O que ela não imagina é que o jornalista também tem suas feridas. Ele nunca conseguiu superar completamente a dor de seu casamento desfeito e a frustração de saber que jamais poderá ser pai. Enquanto tenta descobrir a verdade por trás das luzes do cemitério, Jeremy tem que desvendar também os próprios sentimentos e se vê diante de escolhas muito difíceis, entre elas a de voltar para a vida que conhece em Nova York ou fazer algo completamente novo: acreditar. O milagre é um romance que explora os maiores mistérios de todos: os do coração."



Título: Pepe Mujica
Autor: Allan Percy
Skoob: Adicionar
Comprar: Livraria Saraiva
 
Sinopse: "Uma das lideranças mais admiradas da América Latina, Pepe Mujica ficou conhecido como o “presidente mais pobre do mundo”. Durante seu mandato, o político uruguaio doava a maior parte de seu salário e era visto circulando em seu fusca azul. Sua história serve de exemplo para muitos jovens e está repleta de fatos tão peculiares quanto seu modo de vida, marcado pela luta contra o consumismo e por sua aparência, que em nada lembra a de um chefe de Estado. No entanto, seu jeito boa-praça esconde as duras lições de um passado de idealismo e dificuldades. Membro de um grupo guerrilheiro, Mujica participou de ações armadas e acabou capturado pela polícia. Durante o período do cárcere, sofreu torturas e severas privações, chegando à beira da loucura. Libertado após 13 anos de prisão, voltou à vida política e ocupou os cargos de ministro e de senador antes de se tornar presidente. Mas foi durante seu governo que colocou o Uruguai no mapa como uma das nações mais progressistas do mundo, ao aprovar medidas como a descriminalização do aborto e a legalização da maconha e do casamento gay."


Título: Ligeiramente Maliciosos
Autor: Mary Balogh
Skoob: Adicionar
Comprar: Livraria Saraiva

Sinopse: "Após sofrer um acidente com a diligência em que viajava, Judith Law fica presa à beira da estrada no que parece ser o pior dia de sua vida. No entanto, sua sorte muda quando é resgatada por Ralf Bedard, um atraente cavaleiro de sorriso zombeteiro que se prontifica a levá-la até a estalagem mais próxima. Filha de um rigoroso pastor, Judith vê no convite do Sr. Bedard a chance de experimentar uma aventura e se apresenta como Claire Campbell, uma atriz independente e confiante, a caminho de York para interpretar um novo papel. A atração entre o casal é instantânea e, num jogo de sedução e mentiras, a jovem dama se entrega a uma tórrida e inesquecível noite de amor. Judith só não desconfia de que não é a única a usar uma identidade falsa. Ralf Bedard é ninguém menos do que lorde Rannulf Bedwyn, irmão do duque de Bewcastle, que partia para Grandmaison Park a fim de cortejar sua futura noiva: a Srta. Julianne Effingham, prima de Judith. Quando os dois se reencontram e as máscaras caem, eles precisam tomar uma decisão: seguir com seus papéis de acordo com o que todos consideram socialmente aceitável ou se entregar a uma paixão avassaladora? Neste segundo livro da série Os Bedwyns, Mary Balogh nos conquista com mais um capítulo dessa família que, em meio ao deslumbramento da alta sociedade, busca sempre o amor verdadeiro."



Título: A Identidade da alma
Autor: Panache Desai
Skoob: Adicionar
Comprar: Livraria Saraiva


Sinopse: "A identidade da alma é o nosso DNA espiritual – a essência de quem realmente somos, a parte mais autêntica do nosso ser, nossa contribuição única para o mundo. No dia a dia, acabamos permitindo que nossa identidade seja bloqueada por inúmeros obstáculos emocionais, como raiva, medo, culpa, vergonha, tristeza, desespero. Quando não somos capazes de enfrentar as dificuldades de forma amorosa, elas se tornam um peso sobre nossos ombros, nos impedindo de abraçar nossa natureza divina primordial. Condicionados a permitir que o olhar do outro determine a maneira como nos vemos, criamos uma versão irreal de nós mesmos. Nessa busca por aceitação, deixamos de lado aquilo que mais importa e perdemos a capacidade de nos enxergar sem dissimulações nem disfarces. Para ajudá-lo a se abrir para a mudança e recuperar a conexão com a sua verdadeira essência, Panache Desai criou este programa de desintoxicação emocional. Com exercícios e meditações para serem feitos pela manhã, no meio do dia e à noite, este guia prático e inspirador foi concebido para servir de bússola no caminho do autoconhecimento. Nesta jornada de 33 dias de reflexão e ensinamento, você vai reencontrar sua autenticidade, redescobrir seu propósito e suas paixões, e voltar a acreditar, do fundo de sua alma, na infinita possibilidade de todas as coisas."

Título: Agência de Investigações Holísticas
Autor: Douglas Adams
Skoob: Adicionar

Sinopse: "A série O Mochileiro das Galáxias consagrou Douglas Adams por sua fina ironia e sua capacidade de elaborar histórias hilárias e inusitadas. Porém, essa não foi sua única obra-prima. Também na década de 1980, ele criou o personagem Dirk Gently, cujos elementos principais surgiram quando escrevia episódios para Doctor Who, outro ícone britânico da ficção científica. Adams morreu em 2001, deixando dois volumes sobre as aventuras do detetive carismático e arrogante. Agora, finalmente, o primeiro livro é publicado no Brasil. Richard MacDuff é um engenheiro de computação perfeitamente normal que sempre se comportou muito bem, obrigado, até o dia em que deixa uma mensagem equivocada na secretária eletrônica de sua namorada, Susan Way. Arrependido, toma a decisão mais natural possível: escalar o prédio dela e invadir seu apartamento para roubar a fita com a gravação. Na vizinhança, Dirk Gently bisbilhota os arredores com seu binóculo quando presencia o ato tresloucado do antigo colega de faculdade e decide entrar em contato para lhe oferecer seus serviços investigativos. Depois de uma série de acontecimentos bizarros, o detetive percebe uma interconexão obscura entre a atitude estapafúrdia do amigo e o assassinato de Gordon Way – irmão de Susan e chefe de Richard, que passa a ser suspeito do crime. De uma hora para outra, os dois veem-se envolvidos num caso incrivelmente estranho, com elementos díspares e desconexos que, no final, conseguem se encaixar de forma perfeita e construir uma trama típica de Douglas Adams."




Título: Floresta Encantada
Autor: Johanna Basford
Skoob: Adicionar
Comprar: Livraria Saraiva



Sinopse: "Neste livro, Johanna Basford convida o leitor a embarcar numa viagem ao coração de uma floresta encantada. Enquanto colore os desenhos de flores, casas na árvore, animais e objetos mágicos, seu desafio é encontrar os nove símbolos especiais ocultos ao longo destas páginas. Eles destravam o portão do castelo, revelando seus mistérios. O que será que ele guarda? Traga à tona o artista que existe em você e divirta-se em uma jornada através desse universo deslumbrante."

[Tag] Trilha Sonora do Cinema na Literatura


Oi gente!
Como uma completa apaixonada por livros e cinema, criei essa Tag inspirada em uma Tag chamada Música Clássica na Literatura, criada pelo canal Romeu e Julieta
Deu um trabalho dos diabos editar esse vídeo, mas no final das contas eu amei o resultado! 
Espero que vocês gostem. 

As trilhas sonoras usadas são dos seguintes compositores: 
(Steve Boeddeker, John Williams, Howard Shore, Danny Elfman, Nacio Herb Brown, Bernard Hermann, Max Steiner, Vangelis, Hans Zimmer, Klaus Badelt)

Perguntas da TAG

Trilha de Psicose: Um livro que vai gerando tensão do início ao fim.
Trilha de Carruagens de Fogo: Um livro com um personagem obstinado.
Trilha de E o vento levou...: Um romance que ultrapassa os séculos
Trilha de Harry Potter: Um livro nostálgico. Que te lembra a infância.
Trilha de Missão Impossível: Um livro onde acontecem coisas bizarras. Que você não sabe de onde o autor tirou aquilo.
Trilha de Piratas e Caribe: Um livro com um personagem que você gostaria de conhecer.
Trilha de A Lista de Schindler: Um livro triste, que te deixa depressivo.
Trilha de O Exorcista: Um livro que te  deixa arrepiado só de lembrar.
Trilha de Cantando na Chuva: Um livro que te faz rir
Trilha de Jurassic Park: Um livro que você leu tantas vezes que já decorou as falas.
Trilha de Star Wars: Um livro com uma história que você gostaria de viver.
Trilha de O Senhor dos Anéis: Um livro inspirador. Que deixa uma mensagem para levar até o resto da vida.



Fique por dentro das redes sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/Irreparavel
Twitter: https://twitter.com/Mundirreparavel
Instagram:http://www.skoob.com.br/usuario/133391
Skoob: http://www.skoob.com.br/usuario/133391
Google +: google.com/+CarolTeles

Resenha de "Bruxa da Noite" (Nora Roberts)

Título: Bruxa da Noite
Autor: Nora Roberts
Editora: Arqueiro (Cedido em Parceria)
Skoob: Adicionar

Sinopse: De uma das autoras mais queridas do mundo chega uma trilogia sobre a terra a que nos conectamos, a família que guardamos no coração e as pessoas que desejamos amar...Com pais indiferentes, Iona Sheehan cresceu ansiando por carinho e aceitação. Com a avó materna, descobriu onde encontrar as duas coisas: numa terra de florestas exuberantes, lagos deslumbrantes e lendas centenárias – a Irlanda.
Mais precisamente no Condado de Mayo, onde o sangue e a magia de seus ancestrais atravessam gerações – e onde seu destino a espera.Iona chega à Irlanda sem nada além das orientações da avó, um otimismo sem fim e um talento inato para lidar com cavalos. Perto do encantador castelo onde ficará hospedada por uma semana, encontra a casa de seus primos Branna e Connor O’Dwyer, que a recebem de braços abertos em sua vida e em seu lar.
Quando arruma emprego nos estábulos locais, Iona conhece o dono do lugar, Boyle McGrath. Uma mistura de caubói, pirata e cavaleiro tribal, ele reúne três de suas maiores fantasias num único pacote.
Iona logo percebe que ali pode construir seu lar e ter a vida que sempre quis, mesmo que isso implique se apaixonar perdidamente pelo chefe. Mas as coisas não são tão perfeitas quanto parecem. Um antigo demônio que há muitos séculos ronda a família de Iona precisa ser derrotado.
Agora parentes e amigos vão brigar uns com os outros – e uns pelos outros – para manter viva a chama da esperança e do amor.


Quando se trata de Nora Roberts, eu nunca espero muita coisa. Não por não gostar dos livros dela, mas porque eles são altamente lineares. Não sei se porque todos os que li são romances, mas é praticamente a mesma coisa, mudando apenas os protagonistas e as situações nas quais eles estão inseridos. 

Esse livro começa no século XVIII, com uma bruxa e seus três filhos tentando escapar de um mal que ronda a casa deles em busca do poder dela. Acontece uma determinada situação nessa época, e ela divide o poder para os três filhos, e todos os descendentes deles que virão com os anos. 

Disso nós pulamos para o século XXI, com a personagem principal dessa história que é a Iona, uma das descendentes da Bruxa da Noite, que também é uma bruxa, só que meio despreparada para o poder. Cresceu longe dessa parte da sua família, e de tudo o que fosse relacionado a magia e esoterismo. 

Ela acaba voltando para a Irlanda, numa busca de reconhecimento próprio. Acredita que seu lugar nunca foi ao lado dos pais ou no país onde morou praticamente a vida inteira. Então arruma as trouxas e se muda para perto dos primos Connor e Branna, que também são descendentes, e portanto bruxos. 

É com eles que Iona vai descobrir como usar seu poder, e também com eles que ela descobre que o mal que rondava a família séculos atrás, ainda está atrás do poder da bruxa. Eles precisam se unir para derrotar esse vilão, que meio que funciona como uma resolução profética de que aconteceu na família deles anteriormente. A magia é praticamente um protagonista a parte desse livro. 

Claro que temos um romance no meio, e ele vem na figura de Boyle, que se torna seu patrão nos estábulos. Uma coisa importante para saber sobre Iona é que ela é completamente apaixonada por cavalos, e que seu poder permite que ela saiba o que esses animais estão sentindo. Como se conversasse com eles, e isso também tem muito do que aconteceu no começo da história. 

O enredo é de um romance simples, mas mesclado com essa pitada gostosa da magia que existe na família de Iona. São três descendentes dos poderes da Bruxa da Noite, e eles juntos formam uma unidade interessante. Tem seus poderes isolados e meio únicos, mas também tem poderes abertos a todos, de modo geral. 

Contudo o que me encantou nesse livro não foi o fator magia ou personagem principal, já que Iona é dessas alegres e positivas que fala tudo o que vem na cabeça, e eu não tenho tendência a gostar de personagens assim. Mas quando juntamos ela, Connor, Branna, Boyle, Meara e Finn, daí eu pego gosto na história. Tem muitas cenas deles juntos, e elas são ótimas! Adoro livros onde existem grupos de amigos que se completam, de algum modo. 

Branna e Finn tem aquela tensão do proibido no ar, e por isso é meu casal predileto. Vivem brigando e soltam veneno um para o outro o tempo todo. Isso porque Finn tem uma peculiaridade interessante dentro da magia, mas vocês precisam ler para entender. 

Connor é o engraçado. Aquele que todo mundo ri das piadas e que deixa o ambiente leve. Meara é dessas garotas que você não vai querer pisar no calo, porque ela morde. 

Pessoalmente gostei mais dos outros dois casais do que do casal principal desse livro, mas tentei encará-los apenas como um modo que a autora usou para mostrar ao leitor o cenário e o enredo que ela queria que entendêssemos dessa história. Quando se coloca a magia no meio, você até esquece que o casal principal não tem essas químicas todas juntos. Na verdade eu até curti o Boyle, só não gostei muito de Iona. Acredito que isso é uma questão de afinidade de personalidade mesmo. Não tenho amigas tipo ela, e acharia irritante se tivesse. 

Eu gostei bastante do livro. Adoro histórias que envolvam magia de algum modo, e nessa você vê a magia praticamente em todas as páginas. Incomodou-me um pouco que tudo parecesse muito comum para eles, inclusive para aqueles que não praticam a magia. Sei lá, acho que a coisa da descoberta e do susto também ficariam interessante aqui. Contudo não foi nada que me fizesse desgostar do livro num todo. 

O enredo é gostoso e te deixa com água na boca para saber o que a autora vai aprontar no volume seguinte porque, claro, nosso vilão virá mais forte do que nunca. Prevejo muitos risos, por se tratar do livro de Connor, e muitas bundas machucadas, por conta de Meara. 

Se vocês gostam de magia, romance e Nora Roberts, não deixe de conferir Bruxa da Noite. É só uma trilogia - graças a Deus - e não vai dar tanta dor de cabeça acompanhar. Sem contar que você lê rapidinho e que te deixa com vontade de mexer os dedos e fazer penas voarem.